ATIVOS DE SOFTWARE ADMINISTRADOS COM PROFISSIONALISMO NA COTRIJAL

ORGANIZADA EM QUATRO UNIDADES DE NEGÓCIO (GRÃOS, PRODUÇÃO ANIMAL, LOJAS E SUPERMERCADOS), COOPERATIVA AGROPECUÁRIA E INDUSTRIAL CONTOU COM A CONSULTORIA DA HT SOLUTIONS PARA IMPLANTAR SEU PLANO DE SAM – SOFTWARE ASSET MANAGEMENT – E PROTEGER OS INVESTIMENTOS EM ATIVOS DE T.I.

A gestão profissionalizada é um dos pilares da Cotrijal Cooperativa Agropecuária e Industrial, com matriz em Não-Me-Toque/RS, para garantir sua competitividade no agronegócio. Com atividades nos âmbitos da produção, armazenagem, industrialização e comercialização, a organização estrutura-se em quatro divisões: grãos, produção animal, lojas (são dezesseis ao todo, oferecendo cerca de 8.000 itens – desde ração, medicamentos veterinários e ferragens até tintas, materiais de construção e eletrodomésticos) e supermercados (com nove unidades). Fundada em 1957 como “Cooperativa Tritícola de Não-Me-Toque”, a entidade cresceu e diversificou sua oferta ao longo dos anos, recebendo a atual denominação em 2006. Hoje são 41 filiais e aproximadamente 1.400 colaboradores. 

Fazendo valer seus princípios administrativos, a Cotrijal busca o máximo profissionalismo em todas as frentes – e o setor de TI não foge à regra. Com o apoio da HT Solutions, a cooperativa implantou recentemente um detalhado plano de SAM – Software Asset Management para assegurar a conformidade de suas licenças. “Isto vem confirmar nossa preocupação em nos mantermos sempre atualizados com o licenciamento dos produtos”, sublinha Alberto Antônio Cé, coordenador de TI-Infraestrutura da Cotrijal.

Segundo ele, a organização utiliza hoje diversas plataformas de soluções, incluindo Microsoft, Oracle, VMware e Linux. De acordo com o arquiteto de soluções Microsoft e especialista em licenciamento e SAM da HT Solutions, Emerson Schmidt, que atuou na implantação, a Cotrijal possui um parque de grandes dimensões, tanto no que se refere a hardware (com cerca de 650 notebooks e desktops) quanto no tangente ao software. “Sabemos que a aquisição de ativos é uma dor de cabeça para os coordenadores da área de tecnologia, que precisam determinar como investir em software sem onerar o caixa; como saber se as licenças atuais estão corretas e se são as mais adequadas ao ambiente; como saber o que a empresa possui e do que realmente precisa”, pondera Schmidt, prosseguindo: “Com base nesses pilares, a HT Solutions efetuou um projeto de SAM total, qualificando e analisando o ambiente de software e hardware e simulando diversos cenários”. 

Ao final, detalha o especialista, foram escolhidos os pareceres mais favoráveis ao futuro crescimento da empresa, minimizando os custos e potencializando os resultados. “Além do SAM, oferecemos apoio técnico e jurídico em relação a licenciamento de software, esclarecendo modelos de contrato, modalidades legais de uso, funcionamento das licenças e formatos para futuras aquisições”, finaliza Schmidt.

Outros cases